Antes de agir consulte a Deus





Diante de situações difíceis e desafiadoras da vida o ser humano tem um grande defeito e muitos acham que sabe tudo e tentam ser deus e tendem a resolver as coisas sempre a sua maneira e sabemos que quando isso acontece quase sempre a história não termina bem.

Moisés subiu ao monte Sinai para receber do Senhor as tábuas da aliança e permaneceu lá durante quarenta dias e quarenta noites e durante este período o povo impaciente com a demora de Moisés vieram até seu irmão Arão e pediram a ele que fizesse deuses para eles deuses que fossem adiante deles, pois  não sabiam o que tinha acontecido com Moisés e provavelmente acreditam que ele não voltaria mais e o que seriam deles naquele deserto. Arão era um homem de Deus fiel a Moisés e ao Senhor, mas agiu como um louco e disse para  o povo trazer ouro e com este ouro ele  confeccionou um bezerro e com deus pronto  em mãos foi diante do povo de Israel e apresentou a eles o novo deus dizendo:” eis os deuses que lhe tirou da terra do Egito”, e a este deusedificaram um altar e ofereceram holocaustos e ofertas e diante daquela imagem  todo povo comeu e se divertiu.
O Senhor Deus avisou Moisés sobre o que o povo havia feito e pediu para ele se apresasse e descesse até o povo, pois este haviam se desviado. Moisés obedeceu ao Senhor e desceu e quando estava junto a Arão questionou dizendo o porquê de ter feito este grande pecado, Arão então “culpou” ao povo dizendo que eles eram propensos ao mal que havia feito aquilo que eles havia lhe pedido, mas a grande verdade é que Arão agiu por si  só e em nenhum momento orou buscou ao Senhor pedindo uma orientação ou até mesmo pediu ao povo que tivesse um pouco mais de paciência e esperasse por Moisés, pois por certo ele desceria do monte, mas Arão se deixou  levar pelo povo e quis ele mesmo resolver o problema e sua atitude trouxe graves consequências para aquele povo.


Como Arão enfrentaremos situações difíceis e desafiadoras em nossas vidas, seremos muitas vezes levados a agir precipitadamente, pela carne, mas através da vida de Arão aprendemos que quando agimos por nós mesmo, quando tentamos nós mesmo resolver os problemas sem antes buscar a Deus a chance de erramos é certa, pois somos pequenos e limitados não enxergamos ao longe, mas o Senhor é Grande Onipotente Onisciente  Ele sabe tudo Ele pode tudo e é por isso que antes de tomarmos qualquer atitude por mais simples que seja devemos buscar ao Senhor e  seguir o Seus conselhos, pois se assim o fizermos em tudo seremos vitoriosos.

Com Deus no controle não tem como nada dar errado.




Totalmente dependente

Se a tua presença não vai comigo, não nos faça subir deste lugar.
Êxodo 33.15
                                                                                                                                                                     
Falamos da Grandeza de Deus, cantamos que Ele é Bom Poderoso e Fiel. Adoramos dizendo que O amamos e o quanto Ele é importante para nós, mas é através de nossas atitudes no nosso dia a dia que iremos provar a verdade de nossas palavras.

Moisés desde criança aprendeu que existia um Deus Grande e Poderoso, mas foi no dia a dia com Deus que ele de fato pode comprovar o quanto Grande e Poderoso era Deus.
Foi no deserto no monte horebe que Moisés teve seu primeiro encontro com Deus e partir daquele instante sua vida foi totalmente transformada e ele deixou tudo e seguiu para cumprir o propósito que Deus tinha para sua vida. Moisés viu coisas grandiosas, viu mar se abrir, água jorrar da rocha, viu maná cair do céu, Moisés viu a Deus face a face e sabemos que não tem como conhecer este Deus e não amá-lO e Moisés amava este Deus de todo coração e com toda força.
Moisés viveu uma vida de total entrega e obediência e foi através de suas atitudes que Moisés mostrou que o Senhor Deus era o que de mais importante ele tinha em sua vida.
Moisés tinha uma missão, um objetivo a alcançar que era conduzir o povo até a terra prometida, mas este povo era um povo duro de coração e mesmo Deus fazendo milagres grandiosos o povo duvidava e Deus irado com este povo decide que Moisés devia seguir só com povo, pois se assim não fosse a ira do Senhor os consumiria.
Moisés amava a Deus e não sabia mais viver sem a Sua presença e então ele roga ao Senhor e pedi a Ele que não o faça seguir com povo se o Senhor não fosse com ele. Moisés sabia que sem o Senhor de nada adiantaria, pois muito mais que entrar na terra ou conquistar qualquer coisa era ter o Senhor ao seu lado e então Moisés roga a Deus pedindo para Ele ir com ele não deixá-lo só e Deus atende a oração.

A vida de Moisés nos encoraja a sermos totalmente dependente do Senhor e a amá-lo, e  obedecê-lo e confiarmos nEle cegamente, pois o que seria de nós senão fosse a misericórdia do Senhor, o  que seria de nós se a boa mão do Senhor não estiver em nosso favor de nada vale conquistar o mundo  e não ter a Deus no nosso lado.
Com Moisés aprendemos que o Senhor deve ser a nossa prioridade podemos ficar sem tudo, mas jamais sem o Senhor sem o Espírito Santo.

O Senhor é nossa herança Ele é nosso galardão e diante dEle todo o resto é pequeno e totalmente dispensável, pois só o Senhor é essencial e sem Ele sem a Sua presença em nossa vida não podemos viver.








Deus é o meu socorro

O meu socorro vem do Senhor.
Salmo 121.2



Não há quem busque a Deus e não O encontre, não há quem bata em Sua porta e não há encontre aberta. Deus é bom em todo tempo e Ele está sempre pronto a nos socorrer.

No tempo do profeta Eliseu¹ havia uma mulher esposa de um de seus discípulo e este já falecido deixou ela e seus dois filhos e em uma situação financeira muito difícil e com uma divida enorme e sem nenhum recurso para quitar e o que tinham mal podia viver.
Chegado tempo de pagar a divida o credor chegou querendo o que era seu por direito, mas esta pobre viúva não tinha como pagar e o único bem que possuía eram seus filhos e estes seriam levados pelo credor como forma de pagamento.
Prestes a perder seu maior tesouro ela buscou socorro no Senhor Deus, pois seu esposo era discípulo de Eliseu e chegando diante do profeta ela contou toda a situação e Eliseu perguntou a ela: Dize-me  o que tens em sua casa? Ela respondeu apenas uma botija de azeite.
Aos olhos humanos esta mulher não tinha nada, o que seriam uma botija de azeite diante do que estava devendo, mas ela tinha algo muito mais valioso que era a sua fé no Todo Poderoso e  pela fé buscou em Deus o seu socorro e por Ele foi socorrida.

Problemas e dificuldades fazem parte da vida eles muitas vezes surgem de repente nos pegando de surpresa e nos deixando muitas vezes sem saber o que fazer como agir. Mas nestas horas não adianta nos desesperarmos o jeito é manter o controle e correr para os braços dAquele que pode nos ajudar.

Que sejamos dependente de Deus em todo tempo que a nossa primeira (e única) atitude não seja nos desesperarmos ou buscarmos socorro em braços humanos, mas assim como esta viúva devemos buscar o Senhor e a Ele abrir nosso coração e contar as nossas dores e problemas, pois podemos ter ao nosso lado pessoas boas e dispostas a nos ajudar, mas a grande verdade é que de Deus que virá o nosso socorro é Ele que nos ajudará nos livrará de todas as nossas aflições, pois só em Suas mãos está todo o poder.







_______________
¹ 2 reis 4.1-7




Abrigo ou Morada

 Fizeste do Altíssimo a tua morada.
Salmo 91.1



Fim de tarde, passos rápidos, pingos de chuvas acariciavam a minha pele e em minha mente um só pensamento preciso me abrigar desta chuva.  Ela veio depressa e com toda sua força dançava com o vento e eu ali naquele abrigo seguro observava o belo espetáculo. O show acabou as luzes dos trovões se apagaram é hora de seguir e em passos calmos prossigo agradecida é bom ter aonde se abrigar em dias de tempestade, mas sei que melhor ainda é pode ir para casa lar meu doce lar.

Longe de casa e famintos estava uma multidão¹ que por saber dos sinais que Jesus fazia vieram ao Seu encontro. Jesus vendo a multidão e para experimentar Felipe questionou como fariam para alimentar tamanha multidão. A noticia se espalhou entre os discípulos, mas Jesus não estava com “medo” de não ter o dar ao povo Ele sabia o que iria fazer. Neste ínterim chega Andre e informa que ali entre a multidão há um rapaz com cinco pães e dois peixinhos e com estes pão e peixes Jesus fez o milagre e multiplicou e alimentou toda aquela multidão.
No outro dia já em outro lugar Jesus continua sua missão e novamente multidão O procurava, mas desta vez não porque viram sinais e prodígios, mas porque tinham fome e queriam que Jesus saciasse novamente a sua fome de pão. Jesus os confronta dizendo que seus pais comeram maná no deserto e novamente sentiram fome e que eles deveriam trabalhar pela comida que não perece. Mas aquele povo não estava interessado em Jesus, eles fizeram de Jesus um abrigo temporário queriam apenas saciar sua fome.

Em contrapartida vemos Rute que em tempos de fome poderia ter buscado  abrigo em sua terra sua parentela, mas não Rute escolheu ficar com sua sogra mesmo sabendo que esta nada tinha a oferecer. Rute fez da terra de sua sogra e a sua morada, do Deus de sua sogra o seu Deus e mostrou que o que realmente importa é o amor.

E é espelhado neste amor de Rute por sua sogra que devemos caminhar com Jesus sem interesse e por completo, pois muito mais é Ele do que aquilo que Ele pode me dar.
Não façamos do Senhor apenas um abrigo para os dias tempestades, mas uma morada um lugar de habitação quer seja chuva ou sol, quer tempo de escassez ou fartura que Ele seja o único lugar aonde queremos estar.






--------------------------
¹ João 6.1.40
² Rute 1.1.18


Ele está sempre comigo

Eis que estou convosco todos os dias
até à consumação do século.
 Mateus 28.20



Temperatura baixa, o céu cinza e o vento frio que teima beijar o rosto é o que temos para hoje. O frio é realmente desanimador, pois para fazer as tarefas mais simples é muito ruim. O frio traz aquela sensação de tristeza e solidão, mas há um frio muito mais cruel, um frio que nem mesmo mil cobertores é capaz de aquecer e esse frio se instala na alma e faz com que nos sentimos vazios e distantes de Deus.

Jesus foi preso e condenado à cruz e tudo passou tudo Ele sofreu calado como cordeiro manso levado ao matador. Mas pior que os acoites e a humilhação que Jesus viveu foi o sentimento de solidão, vazio e abandono que Ele sentiu na cruz, nem a dor do cravos fincados em suas mãos se comparou a dor que Ele sentiu por não mais sentir o Pai ali ao seu lado e diante da dor da ausência Ele bradou Sua alma em desesperou clamou: “Deus meu por que me desamparaste”¹.
Jesus estava enfrentando o pior momento de sua vida e não seria agora que o Pai o deixaria só, Jesus se sentiu só, mas não estava só. Jesus viveu uma vida com o Pai firmada em relacionamento em comunhão e não em sentimento e mesmo sentindo só e abandonado Ele clamou: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito², pois Jesus sabia que Deus estava com Ele mesmo não sentindo perto.

Há dias na fé em que vivemos o frio onde o céu do nosso coração está totalmente carregado de nuvens escuras e alcançar o trono sentir a presença do Pai parece impossível e como Jesus no sentimos vazios abandonados.
Mas a palavra nos diz que era inverno em Jerusalém tempo da festa da dedicação e nem mesmo o frio rigoroso fez com que Jesus se ausentasse daquele lugar, mas ao contrário Jesus passeava pelo templo estava lá disponível e ao alcance de todo aquele que o procurasse². 

Hoje o templo4 somos nós e podemos até estar vivendo dias frios, dias em que nos sentimos só e vazio de Deus, mas não podemos nos esquecer de que era inverno e Jesus passeava pelo templo, ou seja, mesmo que não O sintamos perto, mesmo que não sentimos a Sua presença a Sua palavra nos  garante era inverno e Jesus passeava pelo templo  Ele não nos deixa, Ele está  em nós.

Por isso não ande com Deus firmado em sentimento, mas ande com Ele firmando em Sua Palavra, pois esta é fiel e não deixará que os nossos passos falhem que nosso pés vacilem.





-----------------------------------
¹ Marcos 15.34
² Lucas 23.46
³ João 10.22.23
4 1 Coríntio 6.19.